Visão de Pavan Davuluri para o Futuro do Windows e Surface

Voltar para Blog

A Visão de Pavan Davuluri para o Futuro do Windows e da Surface

Pavan Davuluri, o novo chefe do Windows, tem a tarefa de liderar a transição da Microsoft para chips baseados em Arm e suas ambiciosas metas de IA para os computadores pessoais. Em uma entrevista exclusiva com o The Verge, Davuluri detalhou sua visão para o Windows e a linha Surface, abordando tópicos como a integração da IA, o futuro do streaming de Windows e os planos de experimentação com hardware.

A Integração da IA no Windows

Davuluri enfatiza que a Microsoft está determinada a “entregar mais valor aos clientes do Windows” por meio da integração da IA em todo o sistema operacional. Recursos como o Recall, que permite pesquisar e recuperar qualquer ação realizada no PC, e um criador de imagens que pode reimaginar seus esboços, são apenas o começo. O objetivo é que o Copilot da IA da Microsoft antecipe as necessidades do usuário durante tarefas comuns ou repetitivas no Windows.

Essa integração da IA também terá um grande impacto na forma como os aplicativos são desenvolvidos para o Windows. O Windows Copilot Runtime fornecerá aos desenvolvedores ferramentas para aproveitar os recursos de IA dos novos PCs Copilot Plus, abrindo possibilidades “antes não possíveis” para os aplicativos.

O Futuro do Streaming de Windows

Além da IA, Davuluri também vê o futuro do Windows sendo transmitido para dispositivos, em vez de executado localmente. O serviço Windows 365 da Microsoft é um exemplo disso, e a empresa mostrou um exemplo de Windows sendo transmitido para headsets Meta Quest durante a conferência Build.

Davuluri acredita que o Windows nativo na nuvem será um “divisor de águas” para o sistema operacional, pois permitirá “escala quase infinita” para computação na nuvem, o que poderá mudar a forma como pensamos sobre sistemas operacionais.

Experimentação com Hardware Surface

Quando questionado sobre a experimentação da Microsoft com o hardware Surface, Davuluri afirma que a “experimentação e iteração” são parte do DNA da equipe. No entanto, ele indica que a empresa deve focar mais em refinamentos e colaborações com a indústria, parceiros e internamente, em vez de experimentos diretos com os clientes.

Um exemplo disso é o novo Teclado Flex Surface Pro, que inclui um touchpad háptico e a capacidade de ser usado via Bluetooth, resultado de um “esforço implacável” da equipe Surface para oferecer um produto “realmente perfeito”.

Modernizando a Plataforma

Como veterano de 23 anos na Microsoft, Davuluri desempenhou um papel fundamental no trabalho da empresa com chips Arm para o Windows. Ele destaca que a “modernização da plataforma de SoC” é uma prioridade, independentemente do parceiro de silício (AMD, Intel ou Qualcomm).

Essa evolução na forma como a Microsoft trabalha com seus parceiros de silício foi um “shift de paradigma” importante, à medida que a empresa e seus parceiros buscam integrar melhor o sistema operacional e o hardware.

Melhorando a Experiência do Usuário

Por fim, Davuluri reconhece as preocupações dos usuários com a presença de anúncios e prompts do Bing que “estragam a experiência do Windows”. Ele afirma que essa é uma “jornada contínua” para a Microsoft, garantindo que os clientes tenham uma ótima experiência com o Windows e realmente queiram usá-lo.

Referências

Referência: Microsoft’s new Windows chief on the future of Windows and Surface

Compartilhe esta postagem

Voltar para Blog
💬 Precisa de ajuda?