Google Expande Centros de Dados na Finlândia para Impulsionar IA

Voltar para Blog

Google Expande Centros de Dados na Finlândia para Impulsionar Inteligência Artificial

A Google anunciou um investimento de €1 bilhão (aproximadamente $1,1 bilhão) para expandir seu centro de dados na Finlândia, com o objetivo de “desbloquear ainda mais o potencial da Inteligência Artificial (IA)”. Essa expansão vem acompanhada de um plano para reutilizar o calor gerado pelos servidores para aquecer casas, escolas e edifícios públicos próximos.

Desafios Ambientais da Expansão da IA

O aumento do uso de IA pela Google em seus produtos e serviços, como o mecanismo de busca, está colocando pressão adicional sobre os sistemas de energia e o meio ambiente. Os centros de dados, cada vez mais famintos por energia, se tornam ainda mais intensivos em energia quando utilizados para IA.

Mitigando os Impactos Ambientais

Para mitigar os efeitos da expansão da IA, a Google firmou uma parceria com a municipalidade de Hamina e a empresa de energia municipal Haminan Energia. Até 2025, eles planejam recuperar o calor dos servidores do centro de dados e enviá-lo para aquecer casas e edifícios públicos da região, suprindo até 80% da demanda anual de aquecimento local.

Compromisso com a Sustentabilidade

A Google compra energia livre de emissões de carbono para corresponder a 97% do consumo de energia do centro de dados. Dessa forma, o calor fornecido à Haminan Energia também será considerado uma fonte de energia majoritariamente limpa.

Desafios Globais e Compromissos Futuros

Embora seja apenas um passo local para enfrentar um desafio global, a iniciativa da Google na Finlândia é um exemplo de como a empresa está tentando lidar com o impacto ambiental da expansão de sua infraestrutura de IA. No entanto, a Google ainda precisa atualizar seu relatório de sustentabilidade, uma vez que suas emissões de gases de efeito estufa podem aumentar à medida que seus centros de dados se expandem para suportar suas ambições de IA.

Referências

Google’s data centers are expanding to support its AI ambitions, and a new project in Finland shows one way the company is trying to grapple with the environmental impact of that growth

Compartilhe esta postagem

Voltar para Blog
💬 Precisa de ajuda?