Google e Epic Enfrentam-se Novamente em Tribunal por Monopólio do Google Play

Voltar para Blog

Google e Epic se enfrentam novamente em tribunal por monopólio do Google Play

Após um júri ter declarado o Google Play Store como um monopólio ilegal no processo judicial entre a Epic e o Google no ano passado, as duas empresas voltaram a se confrontar nos tribunais na última quinta-feira para decidir sobre as mudanças específicas que o Google terá que fazer para corrigir a questão, conforme reportado pela Reuters e pela Wired.

Remédios propostos pela Epic

A Epic espera que o tribunal aprove vários remédios que havia submetido anteriormente, os quais o Google alega serem exagerados e prejudicariam “a privacidade, a segurança e a experiência geral dos consumidores”. O juiz James Donato, que ouviu os depoimentos de ambos os lados, deu algumas dicas sobre como está inclinado a decidir.

Posicionamento do juiz

Embora Donato tenha dito que alguns dos remédios propostos pela Epic são “abertos e muito vagos”, ele deixou claro que o Google, como monopolista ilegal, terá que pagar algumas penalidades. No entanto, talvez não tantas quanto a Epic espera. Donato afirmou que o objetivo é “nivelar o campo de jogo e remover as barreiras”, e não dar uma “mão amiga” apenas para a Epic.

Argumentos do Google

O Google argumentou que as mudanças propostas seriam ruins para os consumidores e as empresas, alegando que isso criaria um “mundo aterrorizante de caos”. No entanto, Donato não comprou esse argumento, afirmando que “o novo caminho não será um mundo que ninguém queira viver”.

Próximos passos

A Epic apresentou um documento de 16 páginas com remédios sugeridos, incluindo a proibição do Google de bloquear lojas de aplicativos e sistemas de pagamento alternativos, ou de compartilhar as receitas do Google Play com operadoras ou fabricantes de telefones.

O Google recorreu do veredicto e argumentou que os remédios sugeridos são desnecessários devido a mudanças que já introduziu no Google Play Store para resolver um processo separado de US$ 700 milhões por abuso de posição dominante em dezembro.

Google e Epic devem fazer seus argumentos finais em agosto, e Donato espera “prontamente” emitir penalidades logo depois.

Referências

Google and Epic face off in court again over Play Store monopoly

Compartilhe esta postagem

Voltar para Blog
💬 Precisa de ajuda?