Apple Intelligence: Revolução em Inteligência Artificial

Voltar para Blog

Apple Intelligence: A Revolução da Inteligência Artificial

Na última Worldwide Developer Conference (WWDC), a Apple surpreendeu ao apresentar sua visão de inteligência artificial generativa, integrada em diversos produtos e softwares. A empresa está focada em aprimorar aplicativos e recursos do sistema operacional com o que chama de “Apple Intelligence”.

Generative AI: Mais que um Produto, uma Característica

A Apple destaca que a inteligência artificial generativa não é um produto isolado, mas sim uma característica que pode melhorar aplicativos e recursos do sistema de forma significativa. A empresa demonstrou capacidades como a ferramenta Writing Tools para reescrever ou resumir textos, e o Image Playground para transformar esboços em ilustrações estilizadas.

Siri e a Evolução da Assistência Virtual

Com a integração da generative AI, a Siri recebeu melhorias significativas, tornando-a mais capaz de compreender a fala, recordar conversas anteriores e acessar dados armazenados nos aplicativos do dispositivo. A Apple também desenvolveu o Genmoji, que cria emojis a partir de prompts de texto, prometendo ser uma integração popular.

Apple x Cloud-Based AI

A Apple optou por executar a maior parte da generative AI localmente em seus dispositivos, garantindo mais segurança e evitando possíveis erros. A empresa também utiliza o Private Cloud Compute para consultas na nuvem de forma segura. Essa abordagem visa oferecer uma experiência mais confiável aos usuários.

O Futuro da AI na Apple e no Mercado

Investidores reagiram positivamente às novidades da Apple, que prometem ser lançadas ainda este ano em versão beta, inicialmente para o iPhone 15 Pro e computadores com chips da série M da Apple. A empresa segue a tendência de integrar a AI como uma característica essencial em seus produtos, alinhando-se com outras gigantes da tecnologia.

Referências:

Fonte da Notícia

Compartilhe esta postagem

Voltar para Blog
💬 Precisa de ajuda?